Travel

Viagem à Grécia

31/08/2020

A Grécia foi o destino escolhido para esta viagem, depois de quase 8 meses sem poder sair de Portugal em segurança. Conhecer as ilhas gregas já fazia parte dos planos para as próximas viagens, mas primeiro fiz questão de conhecer Atenas, uma cidade de visita obrigatória, com mais de três mil anos de história.

 

Esta foi uma viagem bastante dinâmica, com várias paragens: primeiro Atenas, depois a ilha de Milos, Paros, e por fim Mykonos. O primeiro desafio foi planear a viagem e escolher que ilhas visitar, são imensas e geograficamente dispersas. Levei uns dois ou três dias a perceber que combinações fariam sentido, considerando que fazia questão de conhecer Milos (no arquipélago das Cíclades), pelas formações rochosas brancas, a fazer lembrar a superfície da lua, e as águas transparentes em tons de verde azulado. Na minha página de Instagram encontram uma série de fotos e nos destaques várias stories sobre os vários destinos desta viagem.

 

Foi uma viagem bastante estudada, mas marcada em cima da hora. Todos os dias ia acompanhando os voos disponíveis e hotéis, mas a decisão de ir dependia do resultado do teste Covid, que decidimos fazer por segurança (não era obrigatório, quem viajava de Portugal bastava preencher um formulário eletrónico, mas havia testagem aleatória à chegada e possibilidade de quarentena durante 24h). Quando chegámos ao aeroporto de Atenas fui encaminhada para fazer o teste PCR à COVID-19, assim como muitas outras pessoas, mas o facto de ter um teste PCR feito há menos de 72h, permitiu-me não ser testada à chegada, nem ter de fazer isolamento até receber o resultado do teste.

 

ATENAS

Escolhemos um hotel no centro, com uma vista incrível para a Acropolis. No dia da chegada demos uma volta perto do hotel e fomos jantar para acordar no dia seguinte o mais cedo possível, uma vez que na Grécia são mais 2 horas que em Portugal.

Um dia foi suficiente para ver tudo o que queríamos, Atenas é uma cidade “pequena” e com todos os monumentos próximos uns dos outros. Não havia filas para nada e turistas eram muito poucos.

Confesso que achei que Atenas fosse mais parecido com Roma, achei Atenas “mínima” do ponto de vista de monumentos e pouco desenvolvida para uma capital, mas valeu a pena a viagem. Olhar para a Acrópole bem no alto do rochedo e pensar em como é que foi edificada pelo Homem no século V a.C. foi das coisas que mais me impressionou neste destino.

 

Como ir

Lisboa Atenas pela Aegean Airlines, uma companhia Star Alliance. O tempo de voo é de 4h no máximo. Atualmente, devido à COVID-19 é obrigatório preencher o PLF com pelo menos 24h de antecedência. Consultei toda a informação necessária no site da Embaixada de Portugal na Grécia.

 

O que visitar

Acrópole de Atenas, onde está o mítico Partenon

Ágora de Atenas

Templo de Zeus

Bairro de Plaka e Monastiraki (são castiços e têm bons restaurantes)

 

Onde ficar

Perianth hotel (a melhor vista para a Acropolis)

AthensWas hotel

 

Restaurantes que vale a pena ir

Cherchez la Femme (apesar do nome francês, a comida é grega e ótima)

Dia Tauta

 

Onde fazer compras

No bairro de Plaka e Monastiraki para comprar produtos típicos e souvenirs. Comprei toalhas de praia/casa em algodão grego incríveis, assim como as pulseiras mais giras (mais do que nas ilhas e mais baratas).

A Rua Ermou tem as principais lojas, mas não se entusiasmem porque as opções são relativamente básicas (os nossos shoppings têm lojas bem melhores e maiores).

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply