LIFESTYLE Travel

Bélgica em 4 dias

27/11/2022

Em outubro escolhemos a Bélgica para juntar à nossa lista de destinos visitados na Europa. Situada entre França, os Países Baixos e a Alemanha, a Bélgica é um país que vale a pena conhecer. Por ser pequeno, facilmente se vai de uma cidade para outra, pelo que em menos de uma semana as principais cidades podem ser vistas.

Dia 1

Saímos de Lisboa em direção a Bruxelas, onde alugámos um carro e fomos até Bruges, uma cidade pequena e adorável, património mundial da UNESCO. Conhecida pelos seus inúmeros canais, as ruas a cheirar a chocolate e a construção medieval, Bruges é encantadora e especial. Entretanto, chegámos a Bruges ao final da tarde, mas ainda conseguimos ver a zona central da cidade, a praça Burg (Burg Square) e Grote Markt (Grand Place).

Dia 2

No dia seguinte fomos em direção a Rozenhoedkaai, um local incrível onde se consegue captar a essência de Bruges, com vista privilegiada para o canal e edifícios clássicos que são um charme. Até lá, passámos por dezenas de boutiques de chocolates, lojas de waffles, chocolate quente, enfim, o paraíso para quem adora chocolate. Conhecemos o exterior do Gruuthusemuseum e continuámos a descer em direção a Minnewaterpark, a zona mais a sul de Bruges, rodeada de árvores, casas e pontes medievais, um castelo de conto de fadas e o lago do amor. Subimos novamente pela rua Alberthal até ao Markt, onde almoçámos na esplanada do St. Joris. Em seguida fizemos um passeio de barco pelos canais, partindo de Rozenhoedkaai, e depois fomos para o hotel descansar um pouco antes do jantar.

Dia 3

No terceiro dia saímos ao final da manhã em direção a Ghent, onde passeámos pelo centro histórico. Uma cidade maior do que Bruges, com edifícios super charmosos e imponentes à beira do canal. Fomos conhecer Gravensteen, o castelo dos condes de Ghent, depois almoçar no centro e seguimos para Bruxelas. Estivemos cerca de quatro horas em Ghent e foi suficiente. Em Bruxelas, depois de deixar as malas no hotel, fomos à Grand Place, enorme e majestosa, conhecer o famoso, mas mini, Manneken Pis, e jantar no mítico Vincent, um restaurante com mais de 100 anos de existência, que é um ícone da capital.

Dia 4

No quarto dia começámos o dia no Atomium, um edifício emblemático na zona norte de Bruxelas, construído em 1958 para a Expo 58, que oferece uma vista impressionante sobre Bruxelas, e uma experiência de luzes diferente de tudo o que já vi. Fomos ainda ao Museu do Design, muito próximo do Atomium, que apesar de interessante é ainda muito pequeno. Durante a tarde fomos ao Museu Magritte, que adorei, passámos pelo Palácio Real (onde não era possível entrar) e terminámos o dia nas galerias reais Saint-Hubert, já próximo do hotel. Aqui não resisti em comprar uma caixa de bombons, na boutique Mary. O dia seguinte foi o de regresso a Lisboa, mas ainda tivemos tempo de visitar o Museu da Banda Desenhada, que é imperdível! Antes de sairmos de Bruxelas em direção ao aeroporto fomos novamente à Grand Place, despedirmo-nos da cidade.

Não chegámos a visitar Antuérpia porque achámos cansativo com os miúdos, e confesso que me apetecia estar mais tranquila sem fazer viagens todos os dias. Quem ficar mais tempo, pode aproveitar para conhecer a cidade alemã Colónia, perto da fronteira, ou ir para Norte em direção a Roterdão e Amesterdão, todas a 2h de distância de Bruxelas. Paris também é uma hipótese mas já são 3h30 de viagem.

Restaurantes que recomendo

Spinola Bruges – os melhores mexilhões

Pepermolen Bruges

Vincent Bruxelas – um clássico, com mais de 100 anos e uma carne incrível!

Nona Pizza e Nona Pasta – pizzas e pastas maravilhosas, num ambiente descontraído

Hotéis onde ficámos

Hotel van Cleef – Bruges – um boutique hotel dos mais especiais onde já estive

Pillows City Hotel Brussels Centre – Bruxelas – bem no centro e atual

Voos e deslocações

Direto Lisboa – Bruxelas – Lisboa pela Brussels Airline/TAP

Alugámos carro no aeroporto de Bruxelas, na Sixt.

Podem ver mais dicas no meu Instagram, nos destaques que criei para esta viagem.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply